top of page
Buscar
  • Sara Moniz

Solstício de Verão Islandês

Já deve ter ouvido histórias sobre as 24 horas de luz durante o verão na Islândia, quando o sol nunca se põe totalmente. Sim, as histórias são reais e com a abundante luz lá fora, há infinitas aventuras que você pode ter.

O dia mais longo do ano na Islândia (o solstício de verão) acontece no 21 de junho. Neste dia em Reykjavik, o sol se põe pouco depois da meia-noite e nasce novamente antes das 3h da manhã, com o céu nunca ficando completamente escuro.

Os dias são extremamente longos durante o verão na Islândia. Tecnicamente falando, o sol da meia-noite só ocorre em Reykjavik entre 16 e 29 de junho, já que estes são os únicos dias do ano em que o sol se põe depois da meia-noite. Mas se você considerar que o nascer do sol será apenas algumas horas depois, perceberá que, mesmo que o sol não esteja nascendo, ele ainda está brilhante. As noites claras duram cerca de três meses. Assim, enquanto o auge do sol da meia-noite acontece nas duas últimas semanas de junho, você também poderá experimentá-lo se visitar a Islândia em maio, início de junho, julho ou início de agosto.

O final de agosto ou início de setembro são uma época perfeita para experimentar os dias longos com um clima mais ameno e ainda conseguir algumas horas de escuridão durante a noite para caçar auroras dançando no céu.

Se você está procurando um lugar para visitar durante o verão, onde você pode aproveitar um longo dia de aventuras e viajar sem limitações, Islândia é o lugar para ir!



Reflexo do sol da meia-noite na fachada de vidro da Harpa.



O que causa esse fenômeno?

O sol da meia-noite é causado pela inclinação do eixo da Terra em direção ao sol durante o verão. Todos os anos, o Hemisfério Norte da Terra inclina-se em direção ao Sol de abril a agosto e vice-versa de setembro a março. Isso significa que o verão ocorre no Hemisfério Norte em junho, julho e agosto e ocorre no Hemisfério Sul em dezembro, janeiro e fevereiro.

Os polos da Terra recebem mais contraste, ambos sendo expostos aos raios solares continuamente por seis meses e, em seguida, experimentando escuridão total, ou noites "polares", pelos outros seis meses. A maioria da população mundial vive longe o suficiente desses polos, de modo que as horas de luz diurnas e noturnas permanecem mais ou menos as mesmas durante todo o ano. Ainda assim, a Islândia está longe o suficiente do Polo Norte, então o contraste não é tão extremo quanto poderia ser. Como a latitude do Círculo Polar Ártico começa em torno de 66,5°N, e Reykjavik está localizada em 64,1°N, o sol ainda se porá na Islândia durante todo o verão. Isso só deixará a Islândia com algumas horas de crepúsculo civil brilhante até que a luz do dia recomece. "Crepúsculo civil" é um termo científico dado para o período em que o sol está apenas alguns graus abaixo do horizonte.

As horas diurnas e noturnas da Islândia na primavera (março e abril) e no outono (setembro e outubro) se assemelham ao que a maioria dos padrões globais considera "normal", com o sol nascendo entre 6h e 8h e se pondo entre 18h e 20h.


O que é o oposto do sol da meia-noite?

Em contraste com a luz quase constante do sol da meia-noite da Islândia, durante os meses de inverno o país experimenta escuridão prolongada e muito pouca luz do dia.

O inverno não é completamente escuro, no entanto. O sol ainda nasce e ilumina a Islândia por um curto período todos os dias. Em seu pico, dezembro e janeiro experimentam apenas 4-5 horas de luz a cada dia. Quando os dias são mais curtos, o sol nasce por volta das 11h e se põe por volta das 16h, o que significa que os islandeses que trabalham regularmente das 09h às 17h não chegam a ver o sol!


Janela da Hallgrimskirkja refletindo o sol da meia-noite.



"Como você dorme?"

Essa é uma das perguntas mais comuns. Naturalmente, muitas pessoas acham o conceito do sol da meia-noite estranho e não conseguem imaginar como é possível dormir durante as horas de luz no verão.

Se você precisa dormir na escuridão total, não se desespere! Felizmente, há uma invenção inteligente chamada "cortinas" que os islandeses usam em suas casas. Você pode até usar cortinas blackout para erradicar qualquer indício de luz solar ou comprar algumas máscaras de repouso para usar enquanto dorme, isso vai garantir que os seus olhos se mantenham no escuro não importa a luz que esteja no quarto.

Outra pergunta comum é: "Não é estranho ver o céu brilhante a noite toda?". Sim, é! Depois de experimentar um inverno escuro, os dias intermináveis de horas de luz durante o verão na Islândia fazem uma diferença dramática. Os longos dias tornam-se parte de sua vida diária, alimentando sua energia com brilho 24/7. E para além disso, é ótimo para passear! Não há mais necessidade de se preocupar com restrições de tempo, precisar chegar a algum lugar ou ir para a cama "antes que escureça".


O que você pode fazer durante o sol da meia-noite?

Há muitas coisas que pode fazer na Islândia para aproveitar as noites tardias e o clima mais quente. E lembre-se que se você viajar mais ao fim do dia, menos pessoas estarão por perto, então você pode ver destinos em cores crepusculares deslumbrantes e com multidões muito menores.

A melhor notícia é que é possível viajar para todos os lugares da Islândia durante o verão, já que algumas áreas estão inacessíveis durante os meses de inverno. As Terras Altas da Islândia são um exemplo de uma região acessível apenas do final de junho ou início de julho até setembro. Além disso, você não precisa se preocupar em viajar para o leste e norte ou mesmo para os fiordes ocidentais que no inverno sofrem muito com neve pesada e mau tempo. Este tipo de inconveniente não é um problema durante o verão. Embora às vezes possa estar vento, chuva ou nevoeiro, é muito improvável que haja tempestades de neve atrasando seus planos de viagem.

E, de acordo com fotógrafos profissionais, também é o momento perfeito para as fotografias de paisagem. É chamada de Hora Dourada, e ocorre durante o período antes do sol se pôr à noite e antes de nascer pela manhã. Os fotógrafos chamam isso de Hora Dourada porque parece que a paisagem fica banhada por uma luz quente e dourada, geralmente é considerada a melhor época para a fotografia de paisagem porque a luz suavizada acentua os tons naturais, e o céu se enche de cores pastel. Durante os meses de verão, quando o sol da meia-noite lhe dá oportunidades para dias mais longos, você recebe quase sete horas de luz dourada todos os dias. São muitas oportunidades fotográficas que você não vai querer perder.


E as festividades de verão?

Se você está procurando atividades ou eventos que acontecem durante o período do sol da meia-noite, você está com sorte!

A Midnight Sun Run ocorre anualmente em junho no vale de Laugardalur. Esta é uma oportunidade única na vida para correr durante a noite enquanto se banha na luz do sol. Você pode optar por participar de uma corrida de 5 quilômetros ou 10 quilômetros ou ousar participar em uma meia-maratona.

O Festival Secret Solstice é outro evento que acontece no verão. Este festival musical e cultural traz artistas internacionais e inclui eventos especiais como uma rave em uma caverna glaciar!

E que tal celebrar o sol da meia-noite na ilha mais ao norte da Islândia e a única parte do país que fica acima do Círculo Ártico? Sim, pode. A Ilha Grimsey, de 23 a 25 de junho, dispõe de um festival familiar com música ao vivo, competições de pesca e vela e concentrações junto da fogueira. Aqui você também pode experimentar a observação de milhares de puffins e outras aves marinhas sob a luz da meia-noite.

Para os visitantes que preferem desfrutar de alguma tranquilidade e relaxamento na natureza, experimentar a beleza da Islândia durante este tempo é muito fácil. Dirija-se a uma das muitas piscinas ou fontes termais para dar um mergulho a qualquer hora do dia.


Posto tudo isto, porque não experimentar o sol da meia-noite na Islândia por si mesmo? Nada é tão mágico como ver o sol se pondo num momento em que você está acostumado a completa escuridão. E com a luz interminável do dia surgem infinitas possibilidades de atividades, eventos, diversão e exploração.

Comments


bottom of page